Serra do Mar Paranaense e Seu Trem Turístico

Trem Turístico da Serra do Mar Paranaense

Serra do Mar Paranaense: Conta com um trem turístico de passeios ferroviários do Brasil, ligando Curitiba a Paranaguá.

Pôr do Sol na Serra do Mar
Pôr do Sol na Serra do Mar

Nós do site Pelo Trilho, estamos trazendo hoje o passeio completo de Morretes, o famoso passeio de Trem da Serra do Mar Paranaense, já temos aqui no Blog um artigo sobre Morretes, se quiser ler é só clicar no link ao lado.

São 110 Km de extensão, com paisagens encantadoras.
Inaugurada em 1880, mas plenamente atualizada, é um exemplo de projeto ousado e bem executado da engenharia brasileira.

HISTÓRIA DO TREM DA SERRA DO MAR PARANAENSE

Serra do Mar Paranaense
Foto Panorâmica da Serra do Mar

A data oficial do início de sua construção é fevereiro de 1880. Tinha como objetivo fortalecer as relações entre as cidades do litoral paranaense e o desenvolvimento social da costa.

Outro objetivo essencial era unir o Porto de Paranaguá aos estados do Sul do Brasil, para facilitar o escoamento da produção de grãos, de forma a garantir o desenvolvimento econômico da região.

Mesmo com a descrença de muitos engenheiros europeus, que a consideravam impraticável, os trabalhos começaram em três frentes, simultaneamente.

Entre as cidades de Paranaguá e Morretes, com 42 Km de extensão; entre Morretes e Roça Nova, com extensão de 38 KM e entre Roça Nova e Curitiba, com 30 Km.

Foram recrutados para esta obra, mais de nove mil funcionários. Dom Pedro II atendeu ao pedido dos irmãos Rebouças, que idealizaram ao projeto, de não utilizar nenhuma mão de obra escrava na construção.

Sua inauguração deu-se em 2 de fevereiro de 1885. A primeira viagem até Curitiba demorou nove horas e ao chegar a estação, haviam mais de cinco mil pessoas esperando o trem.

PERCURSO

Trem da Serra do Mar Paranaense
Trem da Serra do Mar Paranaense

Em seu percurso de cento e dez quilômetros a ferrovia apresenta centenas de obras de arte de engenharia, sendo:

  •  13 túneis ativos
  • 41 pontes
  •  Vários viadutos grandes

Os destaques são o Viaduto de Carvalho, que une os túneis 4 e 5.

Apoiado sobre cinco pilares de alvenaria assentados na encosta da rocha, a sensação quando se passa por este trecho é como se o trem estivesse flutuando.

Também a ponte de São João, que em 55 metros de altura.

Entre os túneis, o mais imponente é o túnel da Roça Nova com um comprimento de 457 metros e a quase mil metros acima do nível do mar.

Não esquecendo que a ferrovia é cercada por belas paisagens, com cachoeiras e canyons e toda a beleza da serra do mar.

Você Também Pode Gostar de Ler: Estrada de Ferro Carajás

PASSEIO

Trem Descendo a Serra do Mar
Trem Descendo a Serra do Mar

Atualmente, a viagem no trem entre Curitiba e Morretes é considerada uma experiência única para a família.

Existem pacotes e várias opções de preço e acomodações para a viagem. Em cada vagão vai um guia turístico, informando sobre as várias paisagens e pontos de destaque da viagem.

A viagem hoje demora em torno de três horas, atravessando a maior área preservada de mata atlântica do Brasil.

A partida é diária, saindo de Curitiba às 08:15 da manhã com chegada em Morretes por volta do meio-dia.

O percurso começa na região metropolitana da linda Curitiba, capital paranaense, possibilitando a vista de uma vegetação repleta de araucárias, a árvore símbolo do estado do Paraná.

Em seguida, começa a descida pela Serra do Mar. A velocidade média de 30 a 40 Km por hora permite apreciar melhor as belezas naturais e um melhor registro de todo o passeio.

A passagem pelo túnel Roça Nova, com quase 500 metros de extensão e a quase mil metros acima do nível do mar é muito apreciada, principalmente pelas crianças.

Outras paisagens lindíssimas e passagens muito interessantes vão se descortinando aos olhos dos viajantes, como as ruínas das estações mais antigas, as cachoeiras Véu de Noiva, a Ponte de São João, o Viaduto do Carvalho, o Santuário do Cadeado e o Pico do Marumbi.

Também é possível fazer o trajeto inverso, partindo da cidade de Morretes para Curitiba. Assim é possível apreciar a bela paisagem ao pôr do sol.

Este passeio turístico tem renome internacional, inclusive sendo considerado como um dos mais bonitos do mundo pelo jornal britânico The Guardian e pelo The Wall Street Jornal.

DESTAQUES

Descida Para a Serra do Mar Paranaense
Descida Para a Serra do Mar Paranaense
  •  Viaduto Carvalho é um dos mais importantes cartões postais da ferrovia. É uma grande obra de engenharia e possibilita aos passageiros a sensação de flutuar no ar.
  • Estação Marumbi é um dos principais pontos de acesso ao conjunto Marumbi. É um dos principais pontos de acesso ao conjunto Marumbi. Este é um dos pontos preferidas de turismo para a prática de montanhismo.

São visíveis vários picos deste conjunto tais como a Esfinge, a Ponta do Tigre, a Torre dos Sinos e o Abrolhos.

  • Mata Atlântica torna este passeio muito especial. O trem da Serra do Mar Paranaense atravessa uma das maiores faixas contínuas de preservação de mata atlântica do Brasil.
  •  Ponte São João é uma das pontes que mais chamam a atenção dos passageiros. Com mais de cem metros de extensão e quase 60 metros de altura permite uma vista incrível.
  • Morretes é ponto final da viagem matutina e inicial na vespertina. Cidade histórica com muitas atrações e pontos turísticos para se visitar.

Se ainda não fez este passeio, não vai se decepcionar ao inclui-lo em seu roteiro de turismo. Se já fez, sabe que vale a pena repetir.

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.