Mulheres na Ferrovia Ganham Cada vez Mais Espaço

Mulheres na ferrovia:

As mulheres estão ocupando um espaço cada vez maior no mercado de trabalho e não é diferente quando falamos sobre o segmento da ferrovia.

Tem se tornado bastante comum encontrar empresas deste meio buscando por mulheres para assumir cargos na área da ferrovia.

Apesar de ainda ser difícil encontrar mulheres na ferrovia, elas pararam de serem vistas apenas nos vagões servindo aos passageiros e estão ocupando cargos que antes eram exclusivamente masculinos.

  • Primeira mulher maquinista
  • O futuro dos trens
  • A Baronesa
  • Mulheres na ferrovia

Primeira mulher maquinista

Mulheres na ferrovia

 

A ferrovia Norte-Sul foi a responsável por possuir a primeira mulher maquinista, apesar das mulheres na ferrovia estarem se tornando algo cada vez mais comum, este é um grande feito para as mulheres e para a área ferroviária.

A primeira mulher maquinista se chama Araly Andrade e possui uma grande paixão por trens que a fez enfrentar todos os obstáculos necessários para conseguir realizar o seu sonho de se tornar uma maquinista.

Araly Andrade é um grande exemplo de como os trens são movidos por sonhos e se tornam facilmente a paixão de qualquer que tenha algum contato com eles.

Seu primeiro contato direto com a área da ferrovia foi em 1998 e ela nunca parou de acreditar que um dia se tornaria uma maquinista, batalhou para alcançar seu sonho e mesmo com todas as dificuldades encontradas por um maquinista, não abriu mão do seu sonho.

Araly Andrade é um exemplo de força e ao vestir seu uniforme de maquinista representa que as mulheres na ferrovia estão com uma presença cada vez mais forte e que as mulheres podem conquistar tudo que quiserem se não desistir de suas batalhas.

O futuro dos trens – Mulheres na Ferrovia

A presença feminina nos trilhos é um grande passo para o futuro dos trens. Muitas pessoas nunca andaram de trem em suas vidas e apenas conhecem o meio de transporte por fotografias.

Elas na ferrovia são a prova de que os trens dificilmente irão deixar de transitar pelos trilhos e que eles estão evoluindo em todas as áreas possíveis.

O primeiro trem foi fabricado em 1804 e com o passar do tempo ele sofreu diversas mudanças, ele conseguiu acompanhar a evolução do mundo e se manter presente na vida de muitas pessoas.

A presença delas na área era algo que em 1804 era difícil de ser cogitado por diversas pessoas, era um universo masculino e foi preciso que as mulheres lutassem muito para conseguir entrar neste universo.

A Baroneza

Baroneza

Ao falar das mulheres na ferrovia não podemos deixar de falar sobre a Baroneza, a primeira maria fumaça a andar sobre os trilhos brasileiros.

Pode parecer um pouco estranho comparar um trem com uma mulher, mas a Baroneza também teve que enfrentar muitas batalhas para conseguir chegar até onde chegou.

A Baroneza andou pelos trilhos brasileiros pela primeira vez em 1854 e se aposentou de suas atividades em 1957.

Apesar de ter chegado ao fim do seu trabalho, a Baroneza continua a respirar história e pode ser encontrada no Museu Ferroviário do Engenho de dentro.

A Baroneza pode ser utilizada como um exemplo, ela carrega um nome feminino e consegue representar tudo que as mulheres na ferrovia representam.

A Baroneza foi uma pioneira e conseguiu vencer todas as adversidades e se manter viva no meio ferroviário, assim como muitas das mulheres na ferrovia.

Mulheres na ferrovia

Mulheres na Ferrovia Pelo Trilho

Créditos: Itatiaia

As mulheres na ferrovia é algo que devemos preservar e que será visto com uma frequência cada vez maior com o passar dos anos.

Os trens são um meio de transporte que consegue conquistar o coração de qualquer pessoa e não é diferente quando falamos das mulheres, antigamente as mulheres podiam ser apenas passageiras dos trens, hoje em dia elas podem se tornar maquinistas.

As mulheres na ferrovia são parte do futuro dos trens e é muito interessante ver como os trens conseguiram evoluir tanto com o passar dos anos.

As evoluções tecnológicas e sociais dos trens é algo que deve trazer orgulho e que nos ensina muito sobre a vida.

O primeiro trem nunca foi esquecido e ele está presente no coração de cada um dos trens que foi criado após ele, devemos seguir os exemplos dos trens e procurar sempre evoluir sem perder nossa essência.

Saiba Mais: 

Como se Tornar Maquinista de Trem

Maria Fumaça no Brasil: Um Breve Relato da História.

Trem do Vinho, Turismo no Sul do País

 

2 comentários em “Mulheres na Ferrovia Ganham Cada vez Mais Espaço”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *